quinta-feira, agosto 09, 2007

NOSTALGIA DE TI


Mas que saudades eu sinto de ti,
minha doce companhia de infâcia.
Contigo, que dias lindos eu vivi,
dos quais ainda sinto a fragância!

Esta nostalgia que me aperta por dentro,
faz-me desejar a tua presença aqui;
Mas, só a recordação me resta, de momento,
enquanto não me poder abraçar a ti ...!

Foi...
uma folha muito bela,
aquela, onde encontrámos
um amor fraterno
muito puro e bonito,
que vivemos,
com toda a intensidade,
em cada linha dessa folha...
mas, outras vieram...
e essa?!
Ficou suspensa no tempo
e para toda a eternidade.
Apesar de,
tantas vezes...
em pensamento,
em sonho,
e, com o coração a pulsar,
a abrir,
com toda a doçura
que ela merece...!


Foto e poema de; Fernanda






Posted by Picasa

1 comentário:

mariaflor disse...

abençoada seja.