sábado, agosto 30, 2008

AMOR COMPREMETIDO

Estamos aqui meu amor nesta planície
chorando junto ao mar este regresso
em alazões de asas douradas meu amor
em comprometedoras manhãs de nevoeiro.

Estamos aqui meu amor de olhos fechados
aguardando que D. Sebastião se reencontre
com o azul desta orfandade ou maldição
como estátuas que as areias modelassem.

Mas as nossas mãos amor!... as nossas mãos!...
onde estão elas amor ?...
onde elas estão?...

Onde estão as nossas palavras sacudindo-se
imberbes aloiradas ressoando
percorrendo-nos inteiras como cânticos
que flutuassem geométricos verticais
ao sabor das liberdades verdadeiras ?...

Onde estão as nossas palavras meu amor ?...
onde estão elas amor ?...
onde elas estão ?...

Tinhamos uma flor em cada mão em cada peito
e em cada solução nos abraçávamos.

Nesta apoteótica espera que nos move
numa vivência de Vivaldi que nos acalma.

ou na brusquidão subitamente acontecendo
de uma sinfonia de Wagner que atordoa.

Esta pintura de Malhoa olhando o mar
nos medos que cheios de medo ainda sofremos
na ilha dos amores de onde emigrámos

e onde sonhámos meu amor

como sonhámos!...

Fernanda Costa

Lisboa, 30 de Agosto de 2008
Posted by Picasa

61 comentários:

Erika disse...

Muito bonito seus poemas!

parabéns...



=]

Alice disse...

..."ou na brusquidão subitamente acontecendo
de uma sinfonia de Wagner que atordoa".


Tu me emocionas.



bjus para ti.

Maria disse...

Belas estas tuas palavras, de um amor sempre vivo, como eu te sei.....

Beijinhos, Fernanda

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Fernanda, mexeu comigo! Esse poema foi direto no "core"...Inspirada amiga - e gosto dessa palavra - continue assim, seus versos são alimentos de primeira necessidade.
Abraço cheio de AFETO!!!

Pena disse...

Doce Amiga:
Um "Amor Comprometido" perfeito. Majistral.
Soberbo de intensidade e beleza poética.
Admirável quando "sonha" assim:
"...Estamos aqui meu amor de olhos fechados
aguardando que D. Sebastião se reencontre
com o azul desta orfandade ou maldição
como estátuas que as areias modelassem..."

Perfeito e encantador numa pessoa encantadora e perfeita.
Beijinhos de admiração.
Sempre a respeitá-la

pena

Adorei, amiga Fernandinha!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

É lindíssimo, Fernandinha, e, principalmente, bem feito, pois tem ritmo e a coisa mais difícil do verso livre é o ritmo. E vc se saiu muito bem. Trabalhou muito bem a parte material da língua, o significante, em função do significado.
Meus parabéns!
Beijos, com carinho, da sua amiga
Renata

Pelos caminhos da vida. disse...

olá amiga Fernanda!

Será que um dia serei poeta como vc?
Seus poemas são maravilhosos, não sou tão boa pra comentar, não falo e nem uso palavras difícieis,sou humilde e simples,e meu comentários tb,só posso dizer que é de coração.
Obrigada por vc ser minha amiga.
Um domingo com muita luz pra vc.

beijooo.

lua prateada disse...

Lindo querida Fernandinha, grande poetisa que é miga.
Beijinho prateado com muito carinho e o desejo de um lindo domingo...

SOL

João da Silva disse...

Nossa, é um melhor que o outro... você nos leva para cá e para lá, como o mar leva o barco, como o vento leva a asa delta, como... como os poetas levam seus leitores e admiradores ao vôo condoreiro, perto das nuvens.
Lindo!
Beijos, beijos, muitos!

*Nati* disse...

Bom dia Fernanda! Lindos poemas.deslumbrantes e contagiantes.Gostei deste trecho que me chamou à atenção.

Onde estão as nossas palavras sacudindo-se
imberbes aloiradas ressoando
percorrendo-nos inteiras como cânticos
que flutuassem geométricos verticais
ao sabor das liberdades verdadeiras ?...

desejo um super domingo para vc.

Sophiamar disse...

A poesia, o amor e este mar deslumbrante. As flores lindas dos teus Açores não faltaram.

Beijinhos

O Profeta disse...

Onde sonhamos o...amor...


doce beijo

Multiolhares disse...

Quantas vezes a vida é feita de sonhos, e não passa de sonhos,
beijinhos

Ana disse...

As mãos e as palavras estão aí... nos sonhos que sonhaste... na poesia que fazes nascer.
Um beijo.

mariam disse...

Olá
esta tela de palavras, pintada a compassos musicais.... afinadíssima p'lo seu diapasão!
parabéns! é lindo.

fiz um pequenino hiato, de dia e meio nestas férias, regressei à "base" e à net, sigo amanhã para Madrid e Saragoça, vou à EXPO (apenas 3 dias), depois Castelo branco, quando voltar em meados de Setembro, vou ler tudinho com calma, agora vim só dar um abraço

e um sorriso :)

mariam

poetaeusou . . . disse...

*
lindo.
.
jinos
,
*

Luiz Caio disse...

Oi Fernanada! Como vai?
O amor... As palavaras do amor... Nos emociona! Ainda que não às compreendemos, Às sentimos...

PARABÉNS POR SEUS POEMAS!

UM GRANDE ABRAÇO.

© Piedade Araújo Sol disse...

uma ode ao amor.

parabéns Fernanda.

beij

♥M@cellY♥ disse...

Nada mais lindo que o amor...
^^

Bjinhus

Fernando Pinto disse...

O olhar das Fernandas exalam poesia...

Beijinhos

Baby disse...

"Onde estão as nossas palavras meu amor ?...
onde estão elas amor ?...
onde elas estão ?..."

Foi dos poemas teus que mais gostei,amiga Fernanda, sinceros parabéns!
E é`verdade o que me disseste, a vida vale sempre a pena ser vivida, porque amanhã é outro dia.
Beijinhos de carinho.

gaivota disse...

fernandinha querida, um poema lindíssimo, com música de vivaldi e de wagner, uma pintura de malhoa,
e mar e o nevoeiro tão próprio nas manhãs que se estão aproximando...
parabéns!
todo o carinho num beijinho

Ana Martins disse...

Fernandinha,
muito lindo.
Agradeço e retribuo votos de uma boa semana.

Beijinhos

Sophiamar disse...

E se quiseres saber melhor quem foi Copérnico vai ao http://adlibitum2008.blogspot.com/ e, já agora, deixa o teu comentário. É um bocadinho longo mas olha que vale a
pena.

Sonia Regly disse...

Amig a Fernandinha,
Obrigada pela doce visitinha lá no Compartilhando as letras, me senti muito feliz. Beijinhos.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Beijinhos, Fernandinha!!!

sagitario disse...

mais uma vez obrigada pela visita, o meu fim de semana foi ternurento, pois tive cá o meu netinho e divertimo-nos muito. ele tem 7 anos, mas tenho a sorte de ele gostar muito de mim e não há nada melhor do que estarmos junto das pessoas que amamos e nos amam.

tudo de bom para si, faça-nos o favor de ser feliz, pois só quem é feliz consegue transmitir tantas energias positivas como é o seu caso e através dos seus poemas contribui para a felicidade de muita gente

Lumife disse...

Sempre bem inspirada. Gostei muito deste poema.

Beijos

Mello disse...

Olá Fernandinha!

Minha querida surpreendeste-nos com mais um lindo poema!

Beijinhos, da Horta,

Graça Mello

Gerlane disse...

Não sei se porque hoje estou triste, teu poema muito me tocou.

Beijinhos, amiga!

EternaApaixonada disse...

Obrigada pela visita, Fernanda!
Vim conhecer seu blog (e tem mais outros três!) e me encantei!
Parabéns, poetiza!
Escreves muito bem e com muita sensibilidade!
Boa semana e sejas sempre feliz!
Abraços

xistosa - (josé torres) disse...

Cavalos esvoaçando ao vento, ao som das Quatro Estações do Vivaldi, mas que não esperem o Desejado.
talvez desejar que o mar de Malhoa nos adoce e amorne os calores dos sonhos.

Baby disse...

Votos de uma semana feliz, muito inspirada!
Beijinhos.

C Valente disse...

Lindo como sempre
saudações amigas, sempre e o meu muito obrigado

Agulheta disse...

Fernanda.De regresso,encontro palavras lindas de amor,paisagem bela e lindas flores,tudo a combinar com poesia.
Beijinho Lisa

Liliana Almeida disse...

Parabéns pelos seus encantadores poemas.Sinto-me honrada em ter a oportunidade de ler algo assim, inebriante.

Beijos

Eduardo Aleixo disse...

É um belo poema de amor, Fernanda. Que a Primavera de Vivaldi volte a trazer às vossas mãos as flores do sonho, que também Wagner traga o vigor e a força que compensem a nostalgia e alguma tristeza que se bebe nalguns versos, e que Malhoa chegue e que vos pinte sobre as areias a cor vermelha do coração contente, o azul do céu ao fundo e o verde da Natureza complete o quadro, com o som do mar como presente.É um poema de amor, porque o amor é tudo, até um pouco de tristeza.
Gosto de te ler, Fernandinha.
Beijos.
Eduardo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Fernandinha, eu peço que dê mais um pulinho no meu Blog, pois fiz novo post. Não precisa ver tudo. Basta apertar a tecla "page Down" do computador e para onde quiser. Se quiser ver mais coisas, volt no dia seguinte, o post não vai sumir.
Um beijo,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Vieira Calado disse...

Gostei deste seu poema... para variar dos sonetos...
Beijinhos, amiga!

SAM disse...

Nossa Fernandinha..Tão bonito, sonoro...gostaria de vê-la recitando....Pura emoção!


Grande beijo, minha querida

Ana Maria disse...

Poema deslumbrante.
Uma boa terça de paz e harmonia.
1000 beijinhos!

flamenguista roxo disse...

Minha grande amiga fernanda lindo poema adorei arrasou...nota dez.
Tenho um novo texto lá no meu gostaria do seu parecer,
beijos com carinho adoro você grande DRª minha meu lado bom ...meu real...me colocou a ver o real....muito obrigado...palavras salvam vidas.
Amo você.
Vou em breve a europa te verei.
Iunes.

joão m. jacinto & poemas disse...

O amor está em toda parte e se manifesta de forma criativa, harmoniosa elevando-nos à evolução, mesmo em qualquer andamento mais brusco de Wagner!

É sempre importante o amor!...


Belo poema!


bj,

jj

São disse...

Fernandinha, este foi dos teus poemas que mais me agradaram!!
Um abraço bem grande.

jguerra disse...

Olá. Por que ficamos esperando que façam por nós. Por que ficamos esperando que as coisas se resolvam? Enfrentar a vida, o amor, o trabalho... não é bem melhor?

Luiz Caio disse...

Oi Fernanda! Como Vai?
Passei para consolidar ainda mais, a nossa nova amizade...

UM GRANDE ABRAÇO.

LUZIMAR disse...

Bom dia querida amiga.


venho deixar aqui meu carinho e um grande beijo.

Que Deus a abençõe sempre

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Linda, esta poesia é facinante, e pareçe que o essencial aqui é o amor.
E o amor é sempre essencial,não é mesmo?

Oliver Pickwick disse...

Amor perfeito, quase utópico e, num cenário paradisíaco. Ancorado, ainda, por exuberante trilha sonora. As asas da sua imaginação possuem turbinas, cara Fernandinha.
Um beijo!

rosa dourada/ondina azul disse...

Gostei muito deste poema,
lindo, sentido, vivo !

A foto é lindíssima :)


Beijinho,

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Fernandinha querida, peço que vá ao meu e seu Blog e veja o que o Dudu Santos, artista plástico, fez com os meus pezinhos n. 33, além de fornecer um imagem da África para eu pôr no meu Blog.
Beijos,

marias disse...

«Mas as nossas mãos amor!...as nossas mãos!...
onde estão elas amor?...
onde estão?...
(---)
Onde estão as nossas palavras meu amor?...
onde estão elas amor?...
onde elas estão?...»

Lindo!
As mãos assim como os olhos são dois sentidos que possuímos e aos quais ninguém fica indiferente...
As mãos dizem tudo o que se não diz por palavras, mas o coração entende...
As mãos são a base de toda a arte que se interliga: pintura, música, poesia... e um dia D. Sebastião voltará montado num cavalo alazão e os sonhos de novo voltarão a ser sonhados nessa linda magnifica ilha dos amorores!...
... basta afundar os "medos" no mar.

Gostei muito!... Beijinhos grandes para ti.

Paradoxos disse...

temos POETIZA!!!!

beijão imenso!

Nilson Barcelli disse...

"Nesta apoteótica espera que nos move
numa vivência de Vivaldi que nos acalma.
ou na brusquidão subitamente acontecendo
de uma sinfonia de Wagner que atordoa."
Destaquei esta parte porque gostei particularmente dela, mas todo o poema, no seu conjunto, é magnífico.

Beijinhos.

O Guardião disse...

Mais uma bela poesia de amor salpicada pelos acordes musicais de autores que são eternos.
Cumps

adrianeites disse...

muito bem!

boa semana!

Olhos de mel disse...

Doce Fernandinha! Linda paisagem, lindos versos! Mas com um toque triste. Não deixe que os sonhos morram. São eles que movem nossas vidas e nos dão alento. Ao amor, qualquer toque basta. Se não for com as mãos, que seja com o corpo, com os olhos, com a lembrança, ou com o coração.
Bom fim de semana! Beijos

O Árabe disse...

Enquanto os sonhos se encontrarem Fernanda, as mãos não se separam... ainda que não o percebamos. Belo poema, belas imagens!... Bom fim de semana.

Bandys disse...

Fernandinha,

Seus poemas sao de uma delicadeza...

Sempre que venho aqui saio atordoa pela beleza e encanto.

beijos

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga!

Tem sido um prazer enorme suas visitas,obrigada.
Que seu fim de semana seja repleto de muita paz,muita luz.

beijooo.

Crisfonseca disse...

Olá Fernanda,
Este blog é simplesmente divino
Este poema tem alma e amor, por isso, esta perfeito.
Beijos,
Cris