quarta-feira, junho 25, 2008

DE MÃOS DADAS!...

Um sopro de desejo no olhar!
Um gesto emotivo e escaldante!
Um só eco longínquo a flutuar!
Um só sorriso terno e confiante!

Eis o que chega para m’ofertar,
Como corola aberta e palpitante!
Com o odor salgado do meu mar
E murmúrio do rio sussurante!

Já fomos alvorada radiosa
Com laços de ternura a derramar!
Já fomos madrugada luminosa
Com raios bem fulgentes de luar!

Já fomos uma fonte impetuosa
Com força p’ra poder dessedentar…
Já fomos cotovia maviosa
Com gorgeios perdidos de encantar!

É um sonho álacre ainda em flor!
Horizonte pleno de gargalhadas!
Caminharemos para a eternidade amor
Sorvendo o nosso tempo de mãos dadas!

Fernanda Costa
Horta, 25 de Junho de 2008

47 comentários:

CATARINA POETA disse...

Parabéns pelo espaço e pela veia poética.

Agulheta disse...

Fernanda.Gostei das palavras como sempre.
Beijinho Lisa

O Guardião disse...

A alegria e o prazer de viver traduzidos em poema. Belo.
Cumps

xistosa - (josé torres) disse...

O início, o meio e o caminhar para o fim, felizmente que de mãos dadas.
Grandes, palpitantes e alegres momentos ...
Em cinco quadras uma vida de mãos dadas.
Obrigada.

Berta Helena disse...

Gosto especialmente da forma com termina. Mas todo o poema é uma ternura.

Beijinhos, Fernendinha.

Cristina disse...

Olá boa tarde não podia deixar de cá voltar para lhe dar os meus sinceros parabéns.
Cada vez mais os seus poemas são mais nos tocam bastante.
Um beijo grande de:
Cristina Bernardo aqui por:
Quarteira-Algarve
26 de Junho de 2008 ás 15:20

Jorge P.G disse...

Olha, gostei!

É um caminhar bonito, em harmonia, bem necessário de ser seguido hoje, em que tantos casais jovens se impacientam depressa demais, e antes de se amarem de verdade... separam-se.
Uma união a dois, constrói-se mas leva o seu tempo. O amor e a amizade entre um casal constroem-se assim, aos poucos, o resto é paixão apenas que não vale muito como relação de futuro.

Um abraço.
Estou a regressar a pouco e pouco ao activo, vindo de um retiro forçado pelas circunstâncias do trabalho.

Jorge P.G.

O Profeta disse...

Um belissimo poema transcrito por uma bela mulher...tu...


Doce beijo

Zé Povinho disse...

A intensidade e a doçura a que estamos habituados. Bonito.
Abraço do Zé

C Valente disse...

"Já fomos alvorada radiosa", passado e presente
Saudações amigas

LOURO disse...

Olá querida amiga Fernandinha,que belo poema,como sempre...

Já fomos alvorada radiosa
Com laços de ternura a derramar!
Já fomos madrugada luminosa
Com raios bem fulgentes de luar!

Bom fim de semana
Beijinhos de carinho e ternura

Lourenço

© efeneto disse...

Depois de um período de colocação de ideias e palavras em dia, estou de volta às visitas regulares. Ficam aqui palavras e um convite. Voltarei.
Beijos e abraços para passarem um fim-de-semana na companhia da família ou da sua própria.
***
Quem passa por mim
não vê
que homem aqui chegou,
só viu matéria por fora
por dentro nem se lembrou.
Só quero ser, por ora,
um homem que sabe amar,
solitário na solidão
sem inspirar comiseração.
Não me afundarei
em qualquer rio revoltoso.
Nenhuma onda ou túnel
escurecerão a minha vontade.
Sou eu, inteiro e sem ódios
que o meu coração não guarda.
Serei amanhã o que for
com os amigos em meu redor.

**
Se quiser passar um fim-de-semana com letras, leia a:
H¡S†Ö®¡Ä ÐÄ MËN¡NÄ †®¡S†Ë

Olhos de mel disse...

Oie Fernandinha! Que Deus lhes permita sempre, essa ternura, essa paixão! Linda poesia, marcada por tanta emoção!
Bom fim de semana! Beijos

Carla disse...

...tão bom andar de mãos dadas!
bom fim de semana
beijos

J. ROBERTO BALESTRA disse...

Nanda, não me canso de flar; você tem uma magia mesmo com as palavras. Consegue versejar com clima. Isso é especialíssimo, viu? Muito obrigado por tê-la como bloggamiga, mesmo tão distante, minha poetisa de PRIMEIRA GRANDEZA!! beijos

Gerlane disse...

Bonito e forte!

Beijos pra ti!

azul disse...

"Já fomos uma fonte impetuosa
Com força p’ra poder dessedentar…
Já fomos cotovia maviosa
Com gorgeios perdidos de encantar!"

parabéns e uma grande salva de palmas...

gostei!

Gui disse...

Coeças com um sopro de desejo no olhar e acabas sorvendo o tempo de mãos dadas. Pelo meio quanta felcidade! Belo poema. Mais um. Um beijo grande Fernada.

Desnuda disse...

Lindo, Fernandinha!

Sua ternura é comovente. Suas poesias revelam muito mais que a arte maravilhosa poética, mas a grande mulher que você é.

Beijos e um ótimo fim de semana!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lindo poema. Não se se vc está a par, mas terça fui operada de câncer no útero, mas hj estou em casa. Fiz um post a todos, mesmo aos que nada sabiam.
Apareça por lá,
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Não precisa ler a "Última Cena" se vc não for ver o clip, pois é muito longa.
Um beijo afetuoso da Rê

Crisfonseca disse...

Belíssima , belíssimos poemas
Beijos,
Cris

elane rebello disse...

SENDO AMIGA DE BALESTRA, SÓ PODERIA SER MARAVILHOSA MESMO,
PARABÉNS FERNANDA,AMEI SEU BLOG,SEUS POEMAS RIQUISSIMOS!!
TENHO MUITOS PARENTES PORTUGUESES,PRINCIPALMENTE AÇORIANOS,TEM A FAMILIA MADEIRO E REBELO ,REBELLO..
BJS NA ALMA!!

Maria disse...

Huuuum, de férias, que bom...
Um belo poema, já fomos e ainda somos, Fernanda.
Caminhemos para o futuro, de mãos dadas...

Beijos e boas férias

Menina do Rio disse...

Poema linda Fernada! Uma história com magia e doçura onde o tempo não conta e o amor encanta!

Tem uma semana muito feliz!

tem uma fatia de bolo lá em casa

Ana Martins disse...

Mais um belo poema a juntar a tantos outros.
Adorei, bjs
Ana Martins

instantes e momentos disse...

lindo blog, agora que descobri, vou voltar sempre.

gaivota disse...

fernandinha
um poema tão linda de mãos dadas, como o sol...
já apetece um lugarzinho diferente,
férias, talvez...
e de mãos dadas se constrói a amizade, o amor e a vida!
beijinhos, minha amiga

Maria Clarinda disse...

Foi tão bom passar este pedaço da minha manhã lendo-te e relendo-te.
Jinhos mil e obrigada pelos momentos belos

O Árabe disse...

... e haveria, Fernanda, algum jeito melhor de sorver o tempo? :) Belo poema!

Lyra disse...

Passo por aqui para te ler e reler, o que sabe sempre muito bem!

Aproveito para te desejar uma execelente semana.

Beijinhos e até breve.

;O)

Sonho & Sedução disse...

Lindas palavras Fernandinha
Desejo a vc uma ótima semana

BEIJO COM CARINHO

Mário Margaride disse...

Querida Fernandinha,

Que essas maõs nunca se larguem, e que caminhem numa estrada sem fim, a caminho da felicidade.

Belo poema!

Beijinhos

Mário

Joana disse...

Passei para te deixar um beijo!

joão m. jacinto & poemas disse...

Olá, Fernanda!

Espero que a viagem às origens das tuas emoções seja poesia, o verso de felicidade, o encantamento de ti!

Tudo de bom, Fernanda!

bj,

jmj

Iana disse...

Olá amiga...
Passei por um momento difícil em minha vida e vc esteve presente em meu belo jardim me deixando palavras de apoio, força, ânimo e me colocando para cima...
O que eu mais quero nesse momento é agradecer pela amizade, carinho e atenção recebido...

Também, acabei ficando doente e ai foi geral meu afastamento dos blogs e de tudo...

Mais venho aqui dizer que voltei, cheia de saudades e com muito carinho para dar aos amigos (as) que fazem parte desse nosso mundinho virtual....

beijos doces e carinhosos
sempre
Iana!!!

Bichodeconta disse...

Lindo, parabéns.. Espero que os meus amigos não estejam todos de férias..beijinhos, ell

poetaeusou . . . disse...

*
mãos dadas
no teu olhar,
cotovias a cantar,
fontes de amor salgadas.
.
Conchinhas
,
*

LopesCa disse...

Olá,
Comento só para dizer que estou de volta mas já passo com mais tempo para ler o que ficou para traz ;)
Jinhos,
LopesCa

P.S.- Volto de dia para ler com calma ;)

tempoparaamar disse...

Adorei amiga Fernanda.Beijinho, Salomé

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Você e seus poemas lindos e encantadores. Também os faço, mas os meus são tragicômicos. Se fizer algium agora, com certeza serão só trágicos. Minha amiga, venho de uma operção para a extração de câncer no útero e essa quimioterapia está me matando. Preciso reerguer-me e para tanto, preciso dos amigos. Fiz um post sobre Cidadão Kane, dedicado o nosso querido vampiro Ravnos, e pus algumas imagens que não têm nada a ver com o filme. Você vai gostar. Dê-me uma força.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo da
Rê e obrigada de antemão

elane rebello disse...

Fernanda,visitei seu outro blog,tudo lindo demais!!
vc é divina!!bjs

Oliver Pickwick disse...

Nada como versos romanticos, e sobretudo, felizes. ;)
Um beijo!

Ana Lucia disse...

Parabens pelo blog, pela sensibilidade e pelos lindos poemas, vc é realmente uma poetisa, sem palavras aqui para comentar tanta beleza!!
Que seja maravilhoso o seu final de semana e se quiser me visitar, meu endereço é: http://fasciniusangels2.zip.net/

adrianeites disse...

sempre em grande fernandinha...


bom fim de semana!

Iana disse...

Hoje vim deixar um abraço!
Sabe aquele abraço apertadoooo....
de coração.. que não da vontade de largar?!?!?!

Que tudo que estamos sentindo passa até parece que é um remédio?!?
Esse é meu abraço!

Abraço de amiga, de irmã, de carinho, de respeito e de alegria por você ser minha amiga...

Sinta meu carinho mesmo de longe, mesmo que não seja pessoalmente... sinta agora o meu carinho por ti...

Tenha um abençoado fim de semana cheio de pétalas de flores encantadas, coloridas e perfumadas.. sua Doce Rosa amiga

Iana!!! Sempre... beijos e beijos

Olhos de mel disse...

Oie Fernandinha! Passei para lhe ver e desejar um bom fim de semana!
Beijos

© efeneto disse...

Quero ter direito a comer um gelado em dia de chuva, quero ter direito a poder empurrar a bicicleta ao invés de pedalar, quero ter direito de olhar para o céu, mesmo que seja no meio da mata, quero rebolar na relva, mesmo que seja a relva do Palácio de S. Bento, quero ter direito de rir alto, bem ALTO, mesmo que esteja sozinho a ver o desenho do Pica-Pau que já era velho quando eu nasci, quero ter o direito de cantar uma música bem alta junto com o cd player oferecido, mesmo que seja uma música do Zé Cabra, quero poder discutir filosofia com o analfabeto do meu colega, mesmo que seja nos 15 minutos de intervalo do trabalho, quero poder beber com os amigos e voltar tri-bêbado para casa. Se para poder fazer isto tudo lhe tenha que desejar um bom fim-de-semana, então aqui vai:
Lhe desejo a si e aquém mais gostar/amar um óptimo fim-de-semana, com aquilo que sempre desejou acompanhado da minha amizade. Um beijo a quem é de beijos e abraço a quem é de abraços. Para quem não quiser nada disto, passe bem que eu também…efeneto.