terça-feira, setembro 30, 2008

AMOR EM REVOLTA !...


Já não estávamos sós Amor tudo mudava
será que tudo mudava meu Amor
só porque o vento
em turbilhão se enrodilhava nessas velas

nesses moinhos em cujos braços se entregava
D. Quixote ajoalhado junto ao túmulo
da sua Dulcineia que dormia

e envergonhada Amor também sorria
do amor que D. Quixote lhe ofertava

e por que paravam então os moinhos meu Amor
se o vento tão forte em vendaval
dentro das asas que D. Quixote idealizava ?...

Entre comícios entre gritos de revolta
que as nossas mãos nas tuas mãos enlouqueciam
nessa aventura onde se desprendiam as amarras
onde os nossos cabelos em desalinho
se soltavam

seria meu Amor meu grande Amor
a nona sinfonia de Beethoven

que entre duas canções de amor
nos embalava ?...

Seria apenas Amor esse sabor
esse eterno sabor a desconhecido que nos adulava
nas pontas das baionetas que suspensas
transbordavam através dos jardins da imensidão
nos aromas de uma canção simples e pura ?...

Que por ser de intervensão Amor por ser tão simples
nos assombrava meu Amor e em desespero
nos sossegava meu Amor

nos sossegava !...

e meu Amor nós recriávamos as gaivotas
num imenso quadro de Gauguin ou de Van Gogh
porque as inventávamos na vermelhidão do nosso Amor
que impetuosamente à noitinha regressava

e ficávamos sós Amor
outra vez sós
entregues a uma desconhecida angústia que amanhecia
junto aos cravos que carinhosamente colocávamos
sobre as teclas de um piano que tocava

novamente para nós amor
só para nós !...

Soletrávamos Sarte nos intervalos do dilúvio
reinventávamos Camus meu Amor a horas mortas
quando no absurdo o misturávamos em sossego
entre dois copos de uísque bem gelado

com um concerto de Mozart que irrompia pela noite
na obscuridade do sofá onde fazíamos
amor até altas madrugadas

e ninguém nos via
quando Mozart se misturava com Camus

e Sarte ficava assim tão sorridente
contemplando a ingenuidade do nosso amor

a nossa ingenuidade amor !...
A nossa ingenuidade !..

Dormíamos a sono solto Amor
porque dormíamos
com Che Guevara à cabeceira iluminado
no altar das nossas próprias indecisões

abraçados meu Amor sempre abraçados
enviesados na sofreguidão com que vivíamos
as ressacas que nas vésperas eram sentidas
nos vergões que nos acalmavam as madrugadas

Éramos heróis por alguns dias Amor
só alguns dias
enquanto a chama se chamava liberdade

e esquecíamo-nos meu Amor tudo esquecíamos
quando já tarde já muito tarde nos entregávamos
aos acordes solitários dos violinos

que bem longe amor lá muito longe
quase em surdina meu Amor muito baixinho
voltavam a tocar tranquilamente

tão sereníssimos Amor !...
Tão devagar !...

e ao sabor das apetecidas coisas que inventávamos
íamos procurando amor nas nossas mãos vazias
uma a uma as flores que se queriam libertadas
e que aprisionadas nos sorriam Amor

como sorriam !...

Fernanda Costa

Lisboa, 30 de Setembro de 2008
Posted by Picasa

88 comentários:

Maria disse...

Como viajei neste poema, contigo...
Que palavras mais lindas, Fernanda!
Obrigada

Beijinhos

xistosa - (josé torres) disse...

Antes de comentar queria deixar uma palavra.
Como todos podem ler.
É isto que gosto na Net.

Gosto de vir aqui a este cantinho e aos irmãos, ou serão filhos, da Fernandinha.

Estou cheio de trabalho e não tenho aparecido.
É trabalho que gosto de fazer e até o faria por um prato de lentilhas ...

Virei aqui sempre que conseguir, porque o trabalho não é "ad eternum"

Sobre o poema, dizem, que as últimas impressões da vida são as que vão connosco ...

"... e ao sabor das apetecidas coisas que inventávamos
íamos procurando amor nas nossas mãos vazias
uma a uma as flores que se queriam libertadas
e que aprisionadas nos sorriam ..."

Descupe ter truncado algumas letras ou palavras.
Mas cada um gosta do que gosta ...

Parto com um sorriso.

Agulheta disse...

Fernanda. São estes momentos bons que faz escrever poemas, e em poesia dizer sentimentos,adorei como as fotos a tua está linda.
Beijinho Lisa

gaivota disse...

com beethoven, mozart, bach, tchaikovski
com guevara e tanta justiça, nesse fundo da piscina natural, e depois num restaurante, que só assim não reconheço (se calhar nem sei, mas parece que já vi esta foto...!!!)
o que se conclui é que mais uma vze nos efereces um lindo poema!
fernandinha, para ti, beijinhos

Duarte disse...

Os versos caiem um encima do outro, parafraseando entre personagens de lenda ou músicos geniais. Quando o genial es tu, ninfa da palavra, rainha do verso, solto, que deixa cair a metáfora com um trovão.
Mesmo assim há muito amor em cada estrofe, já que destilas candor...

Gostei muito

Um grande abraço

Gerlane disse...

Querida Fernanda, tu és uma daquelas poetisas, como a gente diz por aqui, na minha terra - "de berço"- isto é, nasceste com este precioso e abençoado dom. É incrível ver a facilidade com a qual teces teus versos.

Ah! Esta 1ª imagem postada está belíssima!

Estou bem melhor, amiga! Obrigada pelo carinho. Nada como uma semana bastante cheia de trabalho, para contribuir para que nos desliguemos um pouco do que nos incomoda.

Beijinhos te deixo!

paula barros disse...

Um amor recheado de vários amantes. Amantes da escrita, amantes da música, amantes da beleza, amantes do amor..

Linda imagens.

abraços

O AMOR DE DEUS TEM VÁRIAS TRILHAS disse...

FERNANDA COSTA, GRANDE PSICÓLOGA VIRTUAL PEGA TUDO NO AR...TU É FERA.
A TUA POESIA SHOW DE BOLA LINDA COMO SEMPRE.
NA VERDADE VOCÊ DEVERIA ESCREVER UM LIVRO, LEVA JEITO....BOA ESCRITA.
AGORA TENHO QUE FALAR DA FOTO QUE MULHER QUE TU ÉS....ESTAVA ESCONDENDO A BELEZA?...ÉS BONITA.
É ELOGIO.
ADOREI A SUA FOTO.
BEIJOS,

Pelos caminhos da vida. disse...

Querida amiga!

Adoro vir aqui,seus poemas são lindos,as imagens mais ainda.
Uma otima noite de pra vc.

beijooo.

Ana Maria disse...

Belíssimo poema!
Obrigada pela sua visita.
Beijinhos!

EternaApaixonada disse...

Fernandinha,
acompanhando aqui teus poemas de amor!
Em cada um deles você imprime a sensibilidade que nos leva a ver o desenrolar, como num cenário idílico!
A poetisa linda na foto, que bom conhecê-la mais!
Bom dia, bom início de outubro com muito amor e inspiração!
Beijos

joão m. jacinto & poemas disse...

Olá, Fernanda!

Amor em revolta!... Belo! Apaixonante!

bj,

jj

Véu de Maya disse...

Viva, Fernanda!

O teu poema é lindo de viver...espelho de um turbilhão de emoções...ondetudo se liga-até a poesia engagée... fibra poética nas tuas palavras tão prenhes de vida e de liberdade.Excelente.

abraços

O Profeta disse...

Fernando Dacosta um amigo...tu, alguem que gosto muito...


Doce beijo

elvira carvalho disse...

Na senda do anterior, (será uma triologia) mais um poema de amor que atravessa uma fase em que o mundo andava em mudança. O mundo sim, mas não Portugal, daí os sonhos de liberdade, e toda a envolvencia poética que rodeia o casal.
Gostei.
Um abraço

rosa dourada/ondina azul disse...

Sorrindo,
te digo que muito apreciei o teu poema :)


beijo com carinho,

Espaço do João disse...

Querida Fernandinha. Grato pela passagem no meu espaço. Estes dois meses teem sido de grande trabalheira, mas tudo está a recompor-se. Agora terei de por a escrita em dia.Este teu poema é um lenitivo para a vida. Muito bem escrito. Dizem que os poetas são sonhadores, mas muitas das vezes sonham sim mas, com a realidade. Um Abraço amigo . João

mariam disse...

passei só p'ra dizer olá!
no fim-de-semana voltarei com mais tempo, tenho tido uns dias CHEIOS de trabalho e à noite, estou demasiado cansada para vir aqui... sorry!

bom resto de semana
um sorriso :)
mariam

ah!nessa foto está muito bem!(um "ar" feliz...

vô Chico disse...

Olá, Fernanda.
Estamos agradecidos - Pedrinho e toda a família - pelo simpático comentário do Argúcia da Pedra: Pedro.
Muita paz pra vc.

Ana Martins disse...

Mais um grande poema onde a sensibilidade poetica transborda naturalmente...
Adorei.

Beijinhos

sagitario disse...

o amor ´e sempre lindo e há que aproveitá-lo, pois viver sem amor não é viver.
gostaria que visitasse o meu cantinho, tenho um brinde para os amigos blogueiros e as fotos dos homens da minha vida
um abraço amigo

poetaeusou . . . disse...

*
fernandinha
,
recordei
uma "operação dulcineia"
em que o cervantes era delgado
galvão era quixote,
sancho pança um povo inerte,
e a santa liberdade ... foi-se
,
um jino pelo poema,
,
*

Olhos de mel disse...

Oie linda! Só o amor é capaz de nos transportar, só ele é capaz de nos fazer viajar nas emoções e escrever tão belos versos, de puras recordações...
Bom fim de semana! Beijos

Iana disse...

Amiga querida

Como vai vc?
beijos com carinho aqui venho deixar-te e agradecer pelo carinho que tem deixado em meu cantinho sempre...


O verdadeiro tesouro...              
É aquele que enriquece a alma.       
Esse maravilhoso tesouro
encontra-se em todos
os corações sensíveis, 
E tem o brilho de um olhar feliz.
É o tesouro poético chamado amizade!
E é em nome de nossa amizade
Que eu venho lhe declarar...
 Que você é especial!!

Beijos
Iana!!!

Colibri disse...

olá Ferandinha,

O amor em revolta
É como a água do mar
Que vai e volta
E tudo é possível se existe amar

Um grande beijinho com merecidos parabéns por um poema tão bonito e tão bem conseguido...

Beijinhos grandes
Colibri
------
Últimas novidades lá nos meus cantinhos…
Pontes para o futuro... (Blog Traços de Angola)
Quando o amor é mais forte... (Blog Colibrir as Emoções)

Maria disse...

Olá Fernanda, parabéns pelo seu poema é lindíssimo como sempre. Gostei da sua foto você é muito bonita. Bjs e voltarei

Wilson Rezende disse...

Ficou muito bem nesta foto Fernandinha, ótimo dia para ti.

SAM disse...

Fernandinha, querida já estive aqui e não entrou meu comments... Já me aconteceu isso.


Querida este poema é belíssimo! Um poema terno, apaixonado, singelo e, principalmente porque fala de um amor lindo e de um jeito só seu. Maravilhoso, amiga!

Grande beijo , Fernandinha! Com todo o meu carinho

O AMOR DE DEUS TEM VÁRIAS TRILHAS disse...

FERNANDA, TUDO BEM?
VÁ NO MEU BLOG EU RESPONDI SEU COMENTÁRIO.
BEIJOS E UM BOM FINAL DE SEMANA.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lindo poema, Fernandinha!
Querida:
Por motivos de foro íntimo, não sei quando poderei voltar a publicar, por isso postei hj, mas todo dia ligarei o computador para ver se vocês têm vindo prestigiar-me.
Um beijo,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Ilaine disse...

Querida Fernanda!

Lindo, lindo poema.

Abraço carinhoso

Bill Stein Husenbar disse...

Querida Fernanda

O amor é assim cmo descreve.

Cheio de música, sofrimento, momentos de loucura, sossegos, solidão, sonho e aleria.

Tremendo.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

SAM disse...

Fernandinha, um ótimo final de semana, querida!


Beijos da Sam

Luiz Caio disse...

Oi Fernanda! Como vai?
Sinto o lamento de um amor antigo, heroico... Sobrevivente! E que depois de tudo pelo qual passou, por alguma razão, ainda chora!...

TENHA UM LINDO FINAL DE SEMANA!
BEIJOSS.

C Valente disse...

Amor, amor, a mola que alegra a vida
Saudações amigas com um beijo

LOURO disse...

Olá Querida Amiga Fernandinha,mais um belo poema, onde a sensibilidade transborda,até viajei contigo!... Adorei!

Um bom fim de semana,
beijinhos de carinho e amizade,
Lourenço

João da Silva disse...

Que lindos, Fernanda, os invulgares versos em que você mescla várias áreas da arte e da cultura! Que bela idéia ser o "cupido" da literatura e da música, da poesia e da filosofia, do amor e da paixão, da alegria e da esperança, dos versos e da própria vida.
Adoro vir aqui, querida.
Fique com meus beijinhos!

leonor costa disse...

Fernandinha, a tua poesia parece fluír expontâneamente como uma cascata! Como gostei!

Beijinhos e bom fim de semana!

HOJE E AMANHÃ

Agulheta disse...

Fernanda. Só para deixar bom fim semana,com abraço e beijinho

Ana Martins disse...

Olá,
há no meu cantinho prémios para si.

Beijinhos e um bom fim de semana.

mundo azul disse...

Recordações de belos momentos!

Como é bom partilhar as coisa das quais gostamos, não é mesmo?


Beijos de luz e um dia muito feliz, Fernanda!!!

Luiz Caio disse...

Oi Fernando! Como vai?
tem um selo para você lá no blog, tá?

TENHA UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!
BEIJOSS.

Manuela disse...

Amiga Fernanda tem prémios lá no meu blog.
Bom Domingo
Manuela

O Guardião disse...

O mar parece calmo na foto e o sorriso fica-te muito bem. Falar do poema seria repetir-me.
Bfds
Cumps

António Inglês disse...

Fernandinha

Estou de volta e viajei por entre sentimentos e emoções fortes.
Como sempre continuas a deixar falar o coração.
Um grande abraço de muitas saudades minha querida amiga
António

Bandys disse...

Nossa Fernandinha que coisa mais linda!!

As imagens estão maravilhosas.

Beijos

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga Fernanda!

Tem selinhos lá pra vc.

beijooo.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Fernanda;
É com muita tristeza que vergonha aqui despedir-me de você. Estou saindo da Blogosfera, pelo menos por ora. Não fechei o meu Blog e mantive o meu perfil. Mas estou com muitos problemas e não consigo conciliar as coisas. Deixei um post de despedida. Se quiser despedir-se de mim, apareça.
Foi muito bom conhecer e publicar na minha galeria uma verdadeira poetisa.
Um beijo,
Renata

Carlos Ferreira disse...

Mais um belo poema, é lindíssimo como sempre. Gostei das fotografias, afinal sempre achei as Açorianas lindas.

Abraços

Carlos
Jardineiro de Plantão

adrianeites disse...

no meu périplo pelos blogues dos amigos bloggers visito agora o blogue da fernandinha.. antes tinha estado no c_valente.... estive(estou) em dois blogues onde se escreve da melhor poesia que a blogosfera conhece... não tenho duvidas...

NuNo_R disse...

Olá...

passei para deixar um beijinho "profano"...

Bjs

Vieira Calado disse...

Estive a ler com gosto, o seu poema de amor.
Bjs

Baby disse...

Sempre poética e eterna romântica

Excelente poema

Pelo mérito e qualidade do blog e também pela amizade que sentimos crescer neste espaço tomo a liberdade de repassar o “SELO PRÉMIO DARDOS” e convidar-te a continuar a caminhada.
Para mais pormenores visita a página BARLAVENTO

ZezinhoMota disse...

Fernanda a tua visita é sempre uma coisa boa para mim...

Porque as tuas palavras têm sempre algo como se fosse uma linda melodia...

Obrigado e que tenhas uma feliz semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

Maria Clarinda disse...

Olá Fernanda...que maravilha de poema!!!!
Que belos os momentos passados a lê-lo!!!
Jinhos grandes e obrigada

Fátima disse...

Querida amiga,

Que ternura... adorei ler-te!!!!
Boa semana! Obrigado pelo teu comentário no meu cantinho.

:-) Beijinhos

paula barros disse...

Oi, passando, relendo. beijinhos.

Ana disse...

Um poema magnífico! Cantando o Amor e a Revolta num tempo em que tudo era possível.
Um beijo, Fernanda.

Mário Margaride disse...

Querida Fernandinha,

Desculpa só agora vir agradecer a tua simpática visita, mas tenho andado um pouco ocupado.

Mas mais vale tarde do que nunca...

Muito lindo este teu poema!

Tem uma excelente semana!

Beijinhos doces

Mário

gaivota disse...

fernandinha, linda amiga, vim reler-te e ver um pouco do mar das ilhas...
beijinhos com muito carinho!

Oliver Pickwick disse...

Como se não bastasse a beleza da poesia, Fernandinha, você ainda arregimentou um batalhão de notáveis.
Um beijo!

C Valente disse...

Saudações amigas com um beijo

Gerlane disse...

Amiga Fernandinha,
com carinho,
deixo-te um abracinho e,
um beijinho!

tossan disse...

A sua escrita para mim toca como uma sinfonia. Bj

Luis F disse...

Viajei no poema, nas palavras, no sentimento...

Lindo....

Beijos com amizade
Luis

lua prateada disse...

Magnifico Fernandinha, como sempre mas...não não é como sempre porque cada vez está melhor.Parabéns mesmo, pois isto sim é ser-se poeta.
Beijinho prateado com carinho

SOL

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Fernandinha:
Não fechei o Blog. Levei um golpe muito forte e estou restabelecendo-me. Mas continuo fazendo postagens pequenas e dei uma remodelada em tudo. Passe lá para ver.
Um beijo,
Renata

O Profeta disse...

Atravesso o céu em sonhos
Três aves do mar, três raios de sol, três punhais
Seguem-me apontados à solidão
Ah este vento que sopra nos brandais


Vem partilhar comigo uma história real


Mágico beijo

Nilson Barcelli disse...

Este teu poema é fabuloso.
Já o tinha lido há dias mas, a cada leitura, ele cresce em intensidade.
Parabéns pela excelente peça literária que aqui nos deixaste.
Beijinhos.

Iana disse...

Linda obrigada pelo carinho e atenção para comigo

Eu hoje estou aqui para lhe dizer que...
Você é uma pessoa muito especial?
Sua amizade é muito importante para mim.
A gradeço a Deus porque fez a gente
se conhecer mesmo atravez de uma tela.

Beijos e beijos
descupa pela demora mas ainda não ando bem... beijuss carinhosos de sempre amiga rosa

Iana!!!

O Árabe disse...

Lembranças... que tornam a vida mais bela! Lindo, Fernanda.

Mário Margaride disse...

Querida fernandinha,

Passei para reler este lindo poema, e desejar-te um excelente fim de semana!

Beijinhos de grande ternura e amizade.

Mário

Pelos caminhos da vida. disse...

Voltei pra lhe desejar:

Um fim de semana com muita luz.

beijooo.

Agulheta disse...

Querida amiga.A minha visita é para deixar abraço e bom fim semana.
Com beijinho Lisa

Bill Stein Husenbar disse...

Sei que venho atrasado mas...

http://img152.imageshack.us/my.php?image=selohs3.jpg

É para si!

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Maria disse...

Bom fim-de-semana, Fernanda.

Um beijo

elvira carvalho disse...

Passei. Deixo um abraço e votos de bom fim de semana

Maria Tarot disse...

Bonito.Gostei

C Valente disse...

Bom fim de semana
Com as saudações amigas e um beijo de carinho

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga!

Ganhei vários selinhos e,hoje começei a repassar pra vcs.
Respeito as pessoas que não gostam,mas assim como mereci,meus amigos tb merecem.

O seu está lá te esperando.

beijooo.

Viviana disse...

Olá querida Fernandinha,

Que dizer?

Apenas, Parabens e Obrigada.

Um beijo

viviana

Lumife disse...

"e ficávamos sós Amor
outra vez sós
entregues a uma desconhecida angústia que amanhecia
junto aos cravos que carinhosamente colocávamos
sobre as teclas de um piano que tocava"... e ainda hoje oiço nitidamente esses sons do último momento que estivemos juntos vivendo intensamente o Amor a que nos entregámos.
O teu poema avivou a memória.


Bom fim de semana.

Beijos

Baby disse...

A tua inspiração não tem limites e os teus poemas são sempre prazeirosos de ler. Parabéns, minha amiga.
Um beijinho, com votos de bom fim de semana.

Alice disse...

Oi Fernanda !! como são lindas as tuas palavras !!


mil bjas pra vc

tempoparaamar disse...

Palavras lindas amiga Fernanda, gostei muito.Beijinhos

Fátima disse...

Amiga,

Passei para te desejar um bom Domingo!
Voltarei

:-) beijinhos

Jorge P.G disse...

Que lindo!

Bom fim-de-semana e um abração, Fernadinha.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Fernandinha:
Voltei a escrever sobre cinema. Sobre o seu poema, há pouco a comentar, pois é belíssimo.
Um beijo,
Renata
Apareça lá quando der