sábado, maio 31, 2008

POEMA PARA O MEU AMOR

Ao meu amor quero fazer um poema,
Obra sublime, que ninguém possa imitar,
que tenha o doce perfume de alfazema
e que a cor seja o azul de Céu e Mar.

Que a rima seja a mais certa que alguém
alguma vez, já conseguiu escrever,
que a pureza da linguagem, vá além,
do exigido pelos Mestres do Saber.

Que aos poetas possa servir de compêndio,
para estudarem como se faz poesia,
que tenha o lume e o calor dum grande incêndio
e a frescura duma gota de marzia.

Mostrar a força do meu amor infinito,
através de simples palavras minhas,
tudo o que neste poema não for escrito,
Quem souber ler, o lerá nas entrelinhas.

Fernanda,
Lisboa, 31 de Maio de 2008

15 comentários:

Maria disse...

Sabes que te leio nas entrelinhas....
Deixaste-me sem palavras, querida amiga...

Bom fim de semana
Beijos, Fernanda

Guida Linhares disse...

Minha linda menina..quem sabe ler nas entrelinhas, enxerga o coração das pessoas...até mesmo quando elas não dizem a verdade das coisas...ainda assim nas entrelinhas transparecem...que vc encontre a serenidade necessária para tudo o que precisares neste momento. Um sábado de luz. Beijos carinhosos, guida

Agulheta disse...

Fernanda.
Belo o poema mesmo com entrelinhas,sempre haverá coisas para dizer!... como estas.
beijinho terno bfs Lisa

Zé Povinho disse...

Sem saber ler nas entrelinhas, porque isso cabe ao destinatário do poema, fica bem clara a mensagem: sublime!
Bom domingo
Abraço do Zé

Alice disse...

passei para deliciar-me em ler-te e te deixar mil bjkassss ...

António Inglês disse...

Bom dia querida amiga

Adivinho o destinatário do poema e lá chegará a mensagem aposto.
Desejo-te um bom domingo
Mil beijinhos
António

Jorge P.G disse...

E no cheiro a maresia sente a inspiração o poeta...

Um abraço, Fernandinha.

Jorge P.G.

efvilha disse...

Fernanda, querida.

Há tanto nas entrelinhas, tantos pulsares e sentires, que quase é de se suspeitar sequer existerem.

Cada uma das entrelinhas, que não deixas vazias, comportam todos os teus pulsares e sentires, que são imensos.

Beijo de Paz, em ti.

Ana Maria disse...

Olá amiga, lindo poema.
Li nas entrelinhas e parei, fiquei encantada com as belas rimas.
Obrigada pelas visitas, tenha um ótimo domingo.
Você sabia que faz parte da minha vida?

Beijos... Beijos...

N.M. disse...

Ter a sorte de haver alguém que queira escrever-nos um poema de amor já teria poesia que bastasse.. Mas aqui há mais. :)

Angel of Light disse...

Lindo Fernandinha, adorei este poema ao teu Amor, ao meu Amor, ao Amor de tudo e de todos.

Deixo-te uma luz sorridente para alegrar ainda mais a semana que se aproxima.

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

tulipa disse...

SONHAR é um direito que todos temos.
Eu «sonhei» um dia ter uma «menina», demorou 47 anos a chegar, mas...veio a «menina» que é a luz dos meus olhos.
Convido-te a veres este MOMENTO PERFEITO «Especial».

Tudo de bom para ti.
Um abraço.

Vera disse...

Fernanda, tenho a certeza que o destinatário de tão belos versos ficará encantado ;)

Beijinhos

Zé Carlos disse...

Que poema lindo menina querida.
Vc é mágica com as palavras....
Beijo enorme, ZC

Oliver Pickwick disse...

Seus poemas, querida Fernandinha, lê-se nas linhas, entrelinhas, sublinhas e sobrelinhas. De todas as maneiras são sempre bonitos.
Um beijo!

P.S.: Estou de volta depois de uma maratona intensa de trabalho e de sucessivas viagens. Desculpe a ausência temporária.