domingo, outubro 19, 2008

BEM DISTANTE !...


Junto ao mar, perguntei-lhe se te vira,
após te procurar, mas sempre em vão !
«Não o vi», respondeu, «nem admira,
pois sempre que aqui passa é um tufão !»

«Se o vires, oxalá Deus permita !
Dá-lhe saudades minhas de emoção !
E diz-lhe que a minh'alma é que suspira
pois já perdi há muito o coração !»

O mar olhou-me um pouco altivamente,
mas sorriu como o sol no seu nascente,
continuando, incessante, a marulhar !

Então estremeci por um instante.
Tu estavas comigo, bem distante...
Eu sempre pressurosa em te encontrar !

Soneto & Fotos:

Fernanda Costa

Lisbos, 19 de Outubro de 2008
Posted by Picasa

55 comentários:

Bill Stein Husenbar disse...

O quão dificil é suportar a distância.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Agulheta disse...

Fernanda. Neste mar de saudades,gostei de ler as palavras.
Beijinho

gaivota disse...

minha linda cá vens tu tão poetisa...
mesmo que bem distante, é lindo ver-te, ler-te e olhar esses mares
boa semana, fernandinha
beijinhos

Erika disse...

Simplesmente lindo!
Adoro esse blog.

Beijos.
=]

Alice disse...

Vc é privilegiada em suas palavras !! adorei o poema !!

bjus no seu coração

Ana Martins disse...

"...O mar olhou-me um pouco altivamente,
mas sorriu como o sol no seu nascente,
continuando, incessante, a marulhar !..."

Lindo, muito lindo Fernandinha!

Beijinhos

Iana disse...

Fernandinha amiga

É um previlegio poder ler-te
palavras em sentimentos tão lindo...

Onde o sonho do profundo se adormece
e as flores do enquanto me seduzem
neste vento que me paira e acontece,
o tempo do cansaço me escurece
e das estrelas instantes se conduzem
geométricas e finas linhas frias
cadentes de sonhadas geografias.


Beijos e boa semana
desejos da sua rosa amiga
Iana!!!

Gerlane disse...

E eu estremeci diante da beleza do teu poema e destas imagens!
A primeira imagem, então, nossa! Belíssima! Não há quem não se inspire!

*Uma ótima semana, amiga! Muita paz e luz pra ti!

*Beijinhos te deixo!

MamaNunes disse...

...incessante, a marulhar !
Adorei isso!!!!
Vim pelo blog da Alice! Valeu mesmo Fernanda!
Um grande abraço!!!
:)

Maria disse...

Procuramos tantas vezes o que está, afinal, dentro de nós...

Um beijinho, Fernanda

Desnuda disse...

Sempre lindo seu despertar de emoções, Fernandinha!

Beijos, querida.

Wilson Rezende disse...

Passando para apreciar o blog, desejar uma ótima semana e deixar um beijo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Saudades...não é fácil!

Bom dia amiga.

beijooo.

paula barros disse...

O amor, a saudade, o mar formando um lindo soneto. Com fotos belíssimas a embalar as palavras magnificas do sentir.

abraços calorosos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que lindo soneto! Sem dúvida, é a forma poética mais bela, que você faz com muito esmero, Fernandinha. Querida, fiz postagem no Galeria sobre o filme "Vênus", que fala da velhice. E também tenho um novo Blog, onde publico as resenhas antigas de filmes, pois pretendia fechar o Galeria e tirei tudo de lá. Mas não fechei e as pessoas querem ver algumas resenhas e não as encontram. A solução foi fazer outro Blog. Chama-se "resenhas antigas".
http://resenhasantigas.blogspot.com
Mas também se chega lá pelo Galeria.
Postei as resenhas de maio: Across the universe ou a Revolução; Asas do Desejo; a sinopse de Cidade dos Anjos e o artigo sobre Blade Runner.
Apareça nos dois blogs. Estou à sua espera, minha poetisa preferida.
Um beijo,
Renata Cordeiro

Luiz Caio disse...

Oi Fernadinha! Bom dia!
Como é bom vir aqui e apreciar os teus poemas!

TENHA UM ÓTIMO INICIO DE SEMANA!
BEIJOS

Ana Maria disse...

Belo soneto!
Fotos sensacionais!
Tenha um segunda de sucesso!
Bjs!

Betty Branco Martins disse...

.querida Fernandinha




_________distante




enfim.tão_____perto




a tua poesia





maravilhosa____sempre!


(as fotos___lindas!!!)










beijO____C____carinhO
bSemana

poetaeusou . . . disse...

*
fernandinha
,
adorei . . .
,
é o meu mar ?
,
*

De Amor e de Terra disse...

Olá Fernandinha, boa tarde.
Agradeço as suas visitas e deixo um beijo de Amizade.

Maria Mamede

C Valente disse...

O mar, que tanto dá e tanto tira
lindo
Saudações amigas com um beijo de carinho

LuzdeLua disse...

Dá-lhe saudades minhas de emoção !
E diz-lhe que a minh'alma é que suspira
pois já perdi há muito o coração !»

Quanta saudade para se mergulhar e ficar. Doce poema e fotos, bem como a saudade.
Passando, deixo-te um abraço amigo.
Bjs

efvilha disse...

Pode haver, sim, a sentida distância, porém, não se vê distância entre ti, Fernanda, e teus poemas que falam do mar.

Beijo de Paz.

tossan disse...

Maldita geografia que divide os epaços na distância. A sorte que existe os pensamentos e os seus sonetos. Bj

Nilson Barcelli disse...

És exímia nos sonetos e nas fotos.
Este poema está bem escrito e tem imensa qualidade.
Gostei mesmo.
Beijinhos.

Cadinho RoCo disse...

Quando for o momento, ele aparece.
Cadinho RoCo

Carla Silva e Cunha disse...

Olá

Adorei...

Carla

arte-e-ponto.blogspot.com

Maria Clarinda disse...

E voltei para te reler...quanto mais o leio mais lindo o acho. Beijos mil

rouxinol de Bernardim disse...

Maravilhoso!

Olhos de mel disse...

Oie linda! A distancia é que nos deixa tristes, ainda que o coração não a conheça. Ainda assim o amor vale a pena. Como vale a pena sonhar, insistir. Belo soneto! Belas fotos!
Beijos

Uma Ilha disse...

Aquilo que mais procuramos ali está dentro de nós e nunca esquecido.Beijinhos amiga Fernanda.Uma ilha

mundo azul disse...

Um belo soneto! Parabéns, Fernanda!
As imagens também são muito lindas e casam em perfeita harmonia com suas letras...


Beijos de luz e o meu sincero carinho!!!

Carla disse...

linda esta presença ausêcia...
beijos

Marta disse...

Saudades, distância - mergulha-se no mar e encontra-se a resposta...
Lindo....
Obrigada pela visita..........
Beijos e abraços
Marta

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

O MAR E O AMAR do Poema de Fernanda, quem não AMA? Eu não esqueço!!!Bjsss

O Guardião disse...

Quem procura, encontra.
Adorei em especial a 1ª foto -LINDA!
Cumps

Mello disse...

(A)mar o mar... quantas vezes não olhamos o horizonte e ficámos à espera do nosso amado?

Lindo soneto e lindas fotos.

Beijinhos minha querida,


Graça Mello

o que me vier à real gana disse...

Boa noite!
Sim,este é mais um blog k vale a pena!

C Valente disse...

Junto ao mar me acalmo e medito.
Saudações amigas com um beijo de carinho

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que lindo soneto! Que lindas fotos! Fernadinha, você é uma artista por completo!
Querida:
Fiz nova postagem sobre um filme de dança. Também pus um soneto meu. Apareça, querida, me dará muito gosto.
Um beijo,
Renata

João Videira Santos disse...

dos mares que levam saudades e trazem memórias, ficam as palavras que cantam a distância...

adrianeites disse...

gostei de ler!

boa semana!

Pelos caminhos da vida. disse...

Só passei pra lhe dizer: "BOM DIA"

Um gde abraço.

beijooo.

rosa dourada/ondina azul disse...

Mar tão lindo :)))
Mas tão cheio de saudades,
daquelas que apertam o coração...


Beijo p ti,
com amizade e carinho,

Brancamar disse...

Olá Fernandinha,

Fico sempre maravilhada com os teus "mares" e sempre os teus versos de saudade, um pouco de acordo com o meu espírito actual.
Essa ligação entre o amor e o mar, entre a saudade e o mar diz-me tanto, projecto tudo no mar, é algo que me é essencial, daí as tuas fotos me fazerem brilhar a alma mal abri o teu post.
Um grande abraço.
Branca

Carol disse...

Espectáculo! Gostei, como sempre.

Peço desculpa pela longa ausência, mas o tempo tem sido muito limitado.

Beijinhos e obrigada pela visita!

sagitario disse...

olá fernandinha.
obrigada pelo seu carinho. ainda bem que gostou do poema do meu filho, mas ele não desenvolveu o potencial que poderia ter, e não escreveu mais, a não ser letras para musicas e em inglês e só na brincadeira, pois é cabeça dura, mas o meu netinho já se ageita um pouco.

tudo de bom para si e é sempre um prazer ter a sua visita

SILÊNCIO CULPADO disse...

Fernanda
Lindissimo este soneto.
Efectivamente a distância parte a alma em saudades e desejos de aproximação.
E estes são tão fortes que a distância se transforma em presença intemporal e intensamente.

Beijinhos

Manuela disse...

Beijinhos Fernandinha, está tudo bem?
Que frio...Brrrr.
Manuela

Ana disse...

Quando a distância se faz presença,
num soneto com uma perfeição a que já nos habituaste.
Um beijo, Fernanda.

São disse...

Mais um post lindo!
Bem hajas, Fernandinha, bem hajas!

Bandys disse...

Fernandinha,
Voce arraza sempre, tanto na poesia como na foto.

lindo dia
beijos

Momentos disse...

Lindas essas paisagens...
Sentí vontade de sentar-me e admirar.
Tratando-se de Amor...melhor ainda.
O ideal...bem acompanhada.
Sem distâncias para atrapalhar!
Beijo minha linda.
Amo vir visitá-la. Ver essa belezas...
Desse lindo País.

Carinho.
Angel!

Eduardo Aleixo disse...

Fernandinha

É um soneto lindo. Adorei.
Beijinhos.
EA

mariam disse...

Fernandinha,
que bonito!
mar seu
mar meu também!

sorrisos :)