segunda-feira, janeiro 14, 2008

ÁGUAS FRESCAS DO MEU RIO

Águas frescas do meu rio,
aonde me vim banhar,
desculpem meu desvario,
já bato o dente com frio,
mas continuo a suar.

Não se cura este calor,
banhando-se em água fria,
só com mil beijos de amor
dados com força e vigor
minha febre se alivia.

Por isso águas geladas,
do meu rio de frescura,
não se sintam defraudadas
porque não são os culpadas
do calor que me tortura.

Venham abraços e beijos
que me refresquem a mente,
que me matem os desejos
e que apagem os lampejos
deste meu amor ardente.

Fernanda

48 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Amiga, belo poema...espectacular !
Beijo

C Valente disse...

Parabens amigas, passe pelo meu blog, tenho uma prenda para si
Mais uma vezes muitas felicidades, longos anos de vida, com um beijo carinhosos

Maria disse...

Parabéns, parabéns, parabéns
neste dia que é (era) o teu aniversário......
opá, passam uns minutos, mas é sincero.
Muitos parabéns, muita saúde, muitos amigos, muita paz, muito amor.

Beijos, Fernanda

elvira carvalho disse...

Parabéns. Vim um pouco atrasada, mas lhe desejo as maiores felicidades. Gostei deste poema, deste sede de amor, deste rio de águas geladas.
Um abraço e uma bosa semana.

P.S. Tinha um prémio lá no Sexta-feira. Não esqueça de apanhar quando lhe der jeito.
Um abraço

Jose Gonçalves disse...

Fernandinha

Parece que venho atrasado para lhe dar os parabéns, mesmo assim aqui ficam.
Pode passar pelo meu espaço pois tem lá prémios à sua espera.
Este rio de água fresca é límpido.
Desejo uma boa semana.
José Gonçalves

Carminda Pinho disse...

Olá Fernanda!
Parabéns!!! atrasados, pois já lá vão umas horitas, mas mais vale tarde...
Que tenhas passado um dia muito Feliz.:)

Beijinhos

Pena disse...

Estimada Amiga Fernandinha:
Um Amor sentido nas águas frescas do sentir.
Um afago. Um carinho quente de muitos beijos de afecto sincero necessitados para curar o frio sentido.
De certo, a febre de amor se dissiparia na memória e ganharia outro alento no agarrar a existência, por vezes, complicada, exigente e difícil.
A mente talentosa exibiria a maravilha de ser, então. Seria aconchegada pela mestria dum versejar "fantasiado", puro, magnífico e manifesto.
Um sentimento que registei.
Beijinhos amigos de estima e respeito

pena

Carol disse...

Oh, fizeste anitos? Então, parabéns e muitas felicidades!!
Olha, adorei este poema. Com este frio, ainda bem que se pode continuar a sentir calor... Beijinhos.

Bichodeconta disse...

Bem, fiquei com vontade de um banho de cachoeira... Gosto sempre muito de passar por aqui e perder-me nas suas palavras de harmonia e saber..um abraço..ell

Oliver Pickwick disse...

Ei, Fernandinha! Retornas ao cenário mais usual das suas poesias: as águas. Seja do mar, ou de rios, como nessa bonita poesia "aquática".
Que Netuno guarde a sua inspiração.
Beijos!

Tiago R. Cardoso disse...

Embora com o atraso de um dia, os meus parabéns, que continuo a encher este local de bons momentos, muitas felicidades e muitos e felizes anos.

manuela disse...

Oi Fernanda.

Bonito poema.

Venho desejar uma boa semana...sem frio...hoje está demais chuva, frio...brrr.
Está bom para estar no quentinho.
xau.

Beijinhos

Manuela

Rui Caetano disse...

As águas do rio têm essa vantagem, correm sempre em direcção ao horizonte do longo mar e, por isso, as suas águas são sempre frescas, nem que seja na nossa imaginação.

Rosa Maria disse...

Fernandinha

Percebi que fizeste anos. PARABÉNS!

Mais um belo poema.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Dá, recebe mil beijos de amor, com muita alegria e felicidade.

Beijinhosssss

gaivota disse...

bem...já entendi, P A R A B É N S!
as maiores felicidades do mundo te desejo!
entretanto, espero que o teu rio seja suficientemente agradável e fresquinho...
beijinhos

O Guardião disse...

Como sempre bom, mas hoje mais ardente.
Cumps

Lumife disse...

Só agora soube do acontecimento mas mesmo tarde venho dar os parabéns e desejar-te muitas felicidades.


Beijos

xistosa disse...

Águas frescas e uma lufada de ar fresco na ponta da caneta.
Que nunca lhe falte a tinta, nem as frescas águas.

Pena disse...

OBRIGADO pela terna e doce visita que me efectuou.
É linda, sabe?
Beijinhos amigos de fascínio e encanto.
OBRIGADO!

pena

lua prateada disse...

quem me dera poer ir banhar nessas águas Fernandinha, é uma delícia...
Beijinho prateado
SOL

De Amor e de Terra disse...

Águas frescas do teu rio
que não tiram teu calor
testemunham desvario
águas frescas do teu rio
onde procuras o amor!...


...E como vale mais tarde que nunca, aqui fica o meu beijo de parabéns!

Maria Mamede

manuela disse...

Olá Fernandinha, venho lhe dizer que recebeu um prémio e que o tem no meu blog.

Beijinho

Manuela

LuzdeLua disse...

Que delicioso poema, quis mesmo mergulhar neste rio. Parabens!!! Deixo-te beijos com carinho
Bjs

NuNo_R disse...

muitos parabéns!!!

atrasados, mas que sejam de felicidade eheh :)´



bJs

Sophiamar disse...

Refresquei-me nas tuas águas. Foi bom!

Beijinhossss

LOURO disse...

Óla Fernandinha,mais um belo poema.

venham abraços e beijos
que me refresquem a mente,
que me matem os deseijos
e que apagem os lampejos
deste meu AMOR ardente

Lindo....adorei.


BJS.

Louro

SILÊNCIO CULPADO disse...

Parabéns, minha querida Fernanda, por este lindo poema cheio de sensualidade. A paixão está para além dos limites.
Beijinhos

Agulheta disse...

Amiga Fernanda. Agradeco visita,não tenho tido net,hoje sim,mas dizer a esta amiga que linda poesia,que fala da natureza tão maltratada.
Beijinho de amizade Lisa

Agulheta disse...

Fernandinha. Vejo que fizes-te anos parabéns,são atrasados mas de coração,saúde e tudo que desejares.
Beijo Lisa

missixty disse...

UUIIII! Isto está caliente por aqui! :)))
Mas entendi perfeitamente o poema! Certas sedes não se curam com água!
Está muito bonito!

Suave Toque disse...

Olá, obrigada pelo comentario que deixaste no meu cantinho.
Belo poema, me encanta a forma que usa para juntar as palavras e transforma-las em rimas.
Que me venham abraços e beijos e que você sempre os tenha.
Bjsssss

xistosa disse...

O passar por aqui é um BOM hábito, ao que é BOM.
Não um servilismo!

Zé Povinho disse...

Com um grande atraso, aqui ficam os desejos de muitas felicidades e que contes muitos. Hoje tomei aqui um banhinho agradável.
Abraço do Zé

tempoparaamar disse...

Bonito este seu poema gostei no meu blog tem prémio para si beijinho.

Amaral disse...

Poema fresco como frescas são as águas do teu rio...
E geladas e ardentes e banhadas de abraços e mil beijos...

efvilha disse...

Vê, Fernanda, quanta é a nossa dimensão?
Não bastam todas as águas para banharem ao todo, todos os nossos desejos.

Um beijo de Paz, em ti, e na tua alma poeta.

C Valente disse...

saudações amigas cok um beijo e obrigado pelas belas palavras

Gerlane disse...

Abraços, beijos e amor ardente. Não se precisa de mais nada pra ser feliz! Taí! a receita da felicidade!
Obrigada pela visita!

Beijos pra ti!

Jose Gonçalves disse...

Passei por aqui. Bom inicio de fim de semana.
José Gonçalves

Mónica...Cine Cuentos. disse...

Hola!!! Mi primera visita a tu blog y belo poema... y belo Blog!!!

Te espero de visita por el mío.

Obrigado. Beijo.

xistosa disse...

Como estou reformado, tenho mais tempo ...
Gosto de visitar aquilo de que gosto, quer ler, quer ver ...
Por isso, todos os dias visito 2, (DUAS), horas de "amigos".

ANTONIO DELGADO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ANTONIO DELGADO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Arunca disse...

Aqui vai o meu beijo
dum rio com nome de Arunca
que nunca te faltem o desejo
amigos e amor. Nunca!

GarçaReal disse...

Lindo este amor de amor escaldante.

Adorei

Bjgrande e Bom Fim de semana

Luis Eustáquio Soares disse...

o rio, o rio, o rio, pondo perpétuo pontos na imensidão...
te convido a uma visita
b
luis

LopesCa disse...

Parabéns!!!
Ainda que ligeiramente atrasados ;)