domingo, dezembro 03, 2006

Ali,nos Açores

Ali nos Açores tudo nos fascina,
O fumo das caldeiras,a essência das flores,
A paisagem que o Pico do alto domina
O mar submisso e as colinas de mil cores.

Ali,o homem que faz do basalto vinho
E do âmago do mar tira fatias de pão,
Para na esquina,p,ra ouvir com carinho
A história de algém que lhe aperta mão.

È ali no aroma duma flor silvestre,
Transpondo distâncias,atressa espaços
Leva a brisa morna ou o vento agreste
P,ra secar as lágrimas de rostos já lassos.

Foi ali,aonde o mar abraça o mundo
Onde açucenas virgens,proclamam pureza
Que eu deixei a minha alma num sono profundo
Num beijo de açor-sonho de beleza.

Fernanda,3 de Dezembro de 2006

1 comentário:

p y b disse...

Fernandinha, é muito lindo este seu poema. Açores é isto mesmo e cada ilha com o seu encanto próprio.
Gosto do seu blog, de vir aqui saborear as palavras.
Visite o meu e leia um texto que lá publiquei "voa nas asas de uma garça".
Fique bem.
Elisabete