domingo, março 08, 2009

O FUTURO DEPENDE DA EDUCAÇÃO!...


Ao longo da história, muitos seres humanos conheceram a sínfonia da incompreensão e a melodia das rejeições. Ninguém os entendia, ninguém os apoiava, ninguém acreditava neles.
Aprisionados na terra da solidão, só podiam contar com a força dos seus sonhos e da sua fé.
Centenas de milhões de jovens estão nas escolas em todo o mundo, mas são vítimas de uma educação em crise. Os professores estão a transformar-se em máquinas de ensinar, e os alunos, em máquinas de aprender.

O futuro da humanidade depende da educação. Os jovens de hoje serão os políticos, os empresários e os profissionais de amanhã. A educação não precisa de consertos, precisa de passar por uma revolução. Nessa revolução, em primeiro lugar, é necessário que os professores sejam valorizados e aliviados. Nunca uma classe tão nobre foi tão desprestigiada profissionalmente. Eles deveriam trabalhar menos e ganhar mais.

Os professores do ensino pré-escolar ao universitário deveriam ter um salário igual ou superior ao dos juízes, dos promotores, dos psiquíatras, dos psicólicos clínicos, dos generais, dos chefes de polícia. PORQUÊ?
Porque o trabalho deles é tão ou mais importante do que o todos esses profissionais. Os professores educam a emoção e trabalham nos solos da inteligência para que os jovens não adoeçam na sua mente, não se sentem nos bancos dos réus, não façam guerras.

O caos da humanidade é reflexo do desprezo que as sociedades modernas têm pela educação.
Nos discursos políticos, a educação está em primeiro lugar, na acção concreta está em último. As sociedades que desprezam os educadores desprezam os seus jovens, asfixiam o seu futuro. De facto, a juventude tem sido massacrada pelo sistema. os nossos filhos estão a perder a sua identidade, são tratados como consumidores, um número de cartão de crédito.

O índice de agressividade, ansiedade, depressão, farmacodependência e alienação social entre os jovens aumenta cada vez mais. Os professores estão "stressados" e os alunos ansiosos. Quando vamos acordar ?

TEXTO & POSTAGEM,

FERNANDA COSTA

LISBOA, 9 de Março de 2009
Posted by Picasa

47 comentários:

Luiz Caio disse...

Oi Fernanda!

É uma ótima pergunta... Já passou da hóra!

TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!

BEIJOS.

tossan disse...

Para as mulhers...

Quero

Quero gritar ao mundo que sou mulher e livre.
Quero gritar com a juventude do meu ser
Que é possível ser feliz.
Com meu jeito, dons e características,
Serei testemunha da vida existente em cada ser humano.
Quero transparecer a alma habitada do universo,
Grávida da única forma de vida,
Fazer o bem,
Fazer acontecer na história,
Onde quer que esteja a presença fecunda do Espírito de Luz.
Ser mulher,
E livre das amarras,
Da mediocridade, acomodação.
Ser mulher da nova geração,
Cheia de encanto,
Graciosa e misteriosa,
Respondendo com coragem neste novo século!

Cleonice Barrozo
Itapipoca - CE

Beijo especial
Sinta-se homenageada

Tentativas Poemáticas disse...

Querida amiga Fernandinha
Parece-me que existe algo em comum nos nossos trabalhos. A interrogação!
Tal como digo na lapela do meu blogue, venero a Mulher todos os dias do ano, mas não podia deixar de passar por aqui para lhe deixar uma flor e dizer que prezo muito a sua amizade.
Beijinhos
António

Tentativas Poemáticas disse...

Será que me esqueci de lhe dizer que tenho um Prémio lá na lapela do meu humilde blogue que também é seu, querida amiga?
Esta cabeça!?...
Beijinhos
António

Olhos de mel disse...

Querida Fernandinha! Amei seu post e concordo plenamente com tudo. A educação é o princípio, meio e o fim de uma convivência harmoniosa, uns com os outros e com o mundo.
Boa semana!
Beijos

Um Poema disse...

....

«...Nunca uma classe tão nobre foi tão despretigiada...»

Amiga,

Concordo totalmente contigo. E a tua afirmação que transcrevo merecia, por parte dos "vendedores de Magalhães" uma reflexão muito cuidada.

Um abraço

Joyce disse...

A escola é do povo, de todas as crianças, de suas famílias, das comunidade, em que se inserem...

e o mais absurdo é que pouca gente sabe disso!

Bjos

Menina do Rio disse...

Nanda, não sei se te referes ao ensino público, pois por aqui as queixas são idênticas, tanto em relação à exploração do corpo docente, quanto à qualidade do ensino. Há uma disparidade em relação às escola privadas, onde um professor ganha mais que um engenheiro ou mesmo um médico. E vemos também as diferenças de formação educacional entre alunos de escolas publicas e privadas. Aliás aqui no Brasil existem dois sistemas falhos, que são o educacional (pulico) e o de saúde, mas ao invés de cobrar mudanças, acabamos por optar pelos serviços pagos, aumentando mais ainda as diferenças. Falo do Rio de Janeiro, mas há estados como São Paulo, onde o nivel de ensino é altamente qualificado, com professores bem estruturados e incentivo aos alunos. Concordo que muitos professores hoje em dia trabalhem em excesso e ganhem pouco, mas não podemos colocar o peso da educação sobre suas cabeças. Educação, do meu ponto de vista começa em casa, então penso que pra que haja mudanças, teríamos que re-educar as famílias que na sua maioria estão desagregadas e isso acaba por desestabilizar toda uma sociedade

Um beijo pra ti e uma boa semana

Peter Pan disse...

Linda e Estimada Amiga:
Um Post sensato, sóbrio e pleno de lucidez na abordagem sobre a Educação desejada, sobre a Comunidade Educativa que tanto temm sido "motilada" incompreensivel e injustamente.
Adorei! Fabuloso!
Beijinhos de um imenso respeito e amizade.
Sempre a admirá-la


Peter Pan

Anita disse...

Bom dia amiga!
Pensa só no bem!
Eleva o teu pensamento ao azul do firmamento.

Amiga gostei muito deste post.
O meu filho há 15 dias que não tem Filosofia. Não sabe que nota teve no teste que realizou e já sabe não vai ter mais Filosofia com a professora dele. Virá "alguém" substitui-la até final do ano, pois a professora está com depressão e esgotamento.
Agora os alunos não sabem que nota vão ter e provavelmente nem irão fazer mais nenhum teste neste 2º. periodo.

Beijinhos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Isa disse...

Ontem foi um dia em q.me senti muita saudade de duas Mulheres da minha Vida: da minha Avó e da Mamã.
Sinto sempre,claro,mas há dias em q.dói mais.
Falemos de ti:Também penso q.o Futuro depende da Educação.
Ñ só estudo,mas da Educação cívica,
q.tanta falta faz.
Beijoo.
isa.

Isa disse...

Desculpa,miguinha,a frase correcta
é:...dia em que senti muita falta.
Desculpa.
Beijo.
isa.

gaivota disse...

da educação vai dependendo tanta coisa, fernandinha...
mas sabes, é tudo uma palhaçada e enquanto estes palhaços forem rindo, andam os outros a chorar pelos cantos, mas da educação ou dum futuro digno paa todos ninguém pensa!
acontece em todas as classes, em todas as casas...
coitado do nosso portugal!
uma semana linda para ti
muitos beijinhosssssssssss

Gleidston dias disse...

Como alguem aqui já disse, deveria sim alguem da parte do governo ler e refletir sobre seu post,á verdades contidas nessas linhas inpiradoras que lemos e apoiamos por inteiro seu texto, parabens Fernanda.

Uma otima semana pra voce e um belo dia.

bjcss

José Miguel Gomes disse...

O futuro... O futuro começa a ficar hipotecado com o assassinato da educação...

Fica bem,
Miguel

BC disse...

Concordo definitivamente com a tua publicação sobre a educação, é preciso apoiar mais os professores, e fazer com que as nossas crianças aprendam a respeitar.

Coisa que não se vê muito nos dias que correm.
O meu poema também já lá está.
Beijo
Isabel

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Aqui no Brasil, Fernandinha, acho que a coisa é pior, pois os professores são formados num segundo grau ruim e em faculadades particulares péssimas.
Querida:
Postei no Galeria sobre um filme muito bonito. Queria que fosse apreciá-lo e que deixasse a sua opinião. Mas é no Galeria, ok?
Beijos,
Renata
PS: Và logo, Fernandinha, porque depois vc fica sem tempo

Pelos caminhos da vida. disse...

Se cada um fizer a sua parte,com certeza terá menos excluidos, menas injustiça social,esta faltando mais ação.

Bela postagem Fernanda.

beijooo.

Elaine disse...

Olá!
Realmente sem educação fica muito difícil esperar que o mundo evolua!
E educação em todos os níveis e com todos os seus múltiplos significados.
Tenha uma boa semana e fique com Deus.

Christi... disse...

Oi Fernanda, belíssima abordagem, educação sempre, tira dos limites e margens de preconceito, todos nós. A educação cura, abrange e são soluções efetivas de inclusão social

Grande beijo querida
Chris

Dulce disse...

Fernandinha,
Um texto lúcido e verdadeiro.

Beijos

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

.. mais triste a gente se sente, Nanda, quando se lê suas fortes palavras e se dá conta de que foram escritas do outro lado do Atlântico, enquanto que aqui no Brasil anda tudo tão igual quanto (quem sabe se não pior...). O mundo todo anda pior em temas de educação...

Por aqui, pelo que tenho observado por ser marido de professora, há uma má dicotomia: os professores (notadamente os de primeiro grau) estão fazendo de conta que ensinam, e os alunos, de conta que aprendem, sobretudo porque os governantes municipais estão fazendo ingerências no ensino básico, ditando regras para NENHUMA REPROVAÇÃO. E quando o aluno chega à Universidade, dá com a "cara" no muro...

Um caos! depois ainda têm esses overnantes o desplante de ir à mídia dizer que precisam de mais verba para combater a violência... em verdade sabemos para que será e$$e complemento "verbal"...

bjs

De vez em qdo venho aqui!! disse...

arrasou,todos os profissionais passaram por professores...pelo visto
nao é só no Brasil q temos esse problema, qtos aos jovens,a maioria ta perdida,realmente sao apenas instrumentos de consumo....
ótima semana poetisa maravilhosa!!bj na alma
Lane

José Heitor Santiago disse...

Nascemos imperfeitos!

Educação; a chave!...


Belo texto!


bjs

manuel marques disse...

A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida .

Beijo.

Eurico disse...

Concordo em tudo contigo, amiga. Os educadores estão sendo muito mal remunerados e relegados a segundo plano em nossa civilização. O futuro pertence aos jovens. E que juventude estamos preparando para o futuro sem educação de qualidade.
Abraçamigo.

Ana disse...

Querida Fernandinha!

Hoje arregaçaste as mangas, e como mulher de "armas" que já vi que és, disseste grandes verdades, neste excelente texto.
Não consigo entender essas diferenças remuneratórias no mesmo patamar académico, quando os jovens são educados por esses docentes que os preparam paras exercerem no futuro os diferentes cargos e funções. Esta incongruência tem que ser combatida.
Haja gente de “fibra” que manifeste o desagrado pelo sufoco que reside no ensino e nos educandos.
Bem hajas!!!
Um beijinho muito grande,
Ana Paula

Maria Dias disse...

Fernandinha,
Então o problema é no mundo viu?Concordo em tudo o que diz, afinal de uma boa formação saem todas as outras profissões.Sem uma boa base nao se teremos bons profissionais...
A maioria dos Professores continuam trabalhando por amor pq se nao fosse este amor nao continuariam.
A polícia tb passa pelo mesmo problema mas neste caso é mais grave pq muitos vivem divididos entre o bem e o mal.

Parabéns pela postagem!

Maria

águia_livre disse...

A eterna interrogação

Haverá resposta conclusiva?

Bjs. AL
.

O Guardião disse...

Se os pais falharem, e os professores também, as próximas gerações têm o seu futuro seriamente comprometido. É tempo de repensar a família e o tempo que queremos e podemos dispensar no seu seio,e é também mais do que tempo de nos deixarmos de sucessivas experiências educativas sem um balanço sério dos resultados.
O futuro AINDA está nas nossas mãos.
Cumps

MARCOS LEITE(O POETA DA VIDA) disse...

minh amiga,a quanto tempo!

amiga,obrigadopelo carinho e a visita,estou muito feliz!

espero sua visita mais vezes!

tenha uma linda noite!

O QUATORZE disse...

Olá. Boa noite
Na verdade existe muita falta dela, muita culpa encerrada nesta politica humana que emana vontades mas não as executa.
Amizade
LUIS 14

Olhos de mel disse...

Oie linda, passando para lhe ver e desejar uma boa semana!
Beijos

Philip Rangel disse...

Muitas vezes pergunto como que simples atos de verdade como foi desempenhado pela Ester, nos faz entrar nesse mundo magico de verdade; esse mundo que ao mesmo tempo falamos de algo serio, encontramos novos amigos, novos conteudos. Isso se chama mudança, isso é incluir na sociedade, mostrando o que somos capaz. E hoje ao ler seu conteudo deparo com varias suspresas como essa, que faz eu parabenizar a vc.. pelo excelente trabalho...

Continuemos....abraços

"A gente nao faz amigos, reconhece- os"
Vinicius de MOrais

€ster disse...

Querida amiga Fernandinha!!!

Ainda não havia passando aqui, porque estou tentando passar nos blogs que fizeram comentários primeiro e até chegar em vc demorou, querida! Mas não foi de propósito, tá?! É muita gente para visitar e comentar...


Mas, olha, vc está de parabéns minha amiga! Que belíssima postagem,

e pensar na quantidade de pessoas que ouvem apenas sinfonias tristes de desilusões, menosprezo, misérias,
precisamos urgentemente mudar esse quadro,

unindo minha voz a sua e a de todos os outros em em uníssono, teremos a possibilidade de entoarmos o mesmo coro da revolução rumo a grandes mudanças!

Feliz de tê-la entre os que astearam essa bandeira, sua participação foi brilhante!

Muito obrigada de coração!!

beijinhos,

Fatima Cristina (www.fccdp.com) disse...

Oi Fernanda, Muito boa abordagem sobre o papel da educacão na temática de inclusão social. Acordemos para esse fato! Espero ainda viver o dia em que o acesso as oportunidades da vida chegue a TODAS as pessoas, com igualdade de direitos e benefícios.
Abraços, Fatima

Ana Martins disse...

Querida e doce amiga Fernandinha,
ontem estive aqui, li o teu post mas não consegui comentar.

Passo hoje novamente para te felicitar por ele, e dizer que estás coberta de razão!
O futuro depende da educação e adivinha-se um futuro pouco risonho!!!!!!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Andréa disse...

Como diz no hino nacional brasileiro, "deitado eternamente em berço esplêndido" ... tá mais do que na hora de sair do berço !!!
Bjs!

O Árabe disse...

Bela causa... belo post! :) Boa semana, Fernanda.

Cadinho RoCo disse...

Foi certeira e objetiva porque de fato sem educação digna não há crescimento digno e sem a dignidade o homem se perde por reflexos a degradarem sua condição humana de ser.
Cadinho RoCo

Conceição Duarte disse...

Fernandinha!
Que texto mais sentido! Claro e verdadeiro. Você desabafou com sua inteligência e apesar de não deixar a emoção se perder pelo caminho, acabou nos emocionando.

Muito aberto o seu texto. Gostei demais.

Um beijo grande e meu carinho a admiração por vc!

CON
Ah, e obrigada por ir ao me blog! Fiquei honrada.

Olavo disse...

Bela postagem..e concordo plenamente com ela..e não vejomelhora logo nisso..
beijos

manzas disse...

Estou de acordo, amiga Fernanda...
Belas palavras, que muita gente deveria ler!

Num momento desnudado de inspiração
Apuro sentidos desconhecidos nas janelas do mundo…
Abro longas cortinas entreabertas da imaginação
E sonho despertar, num sono em que não durmo

Um resto de um bom dia
Com muita inspiração…

O abraço…

-MANZAS-

Cristiane Marino disse...

Que post maravilhoso!
Uma reflexão sobre a educação que nos faz parar e pensar e eu o que tenho feito?

Obrigada
beijos

Desnuda disse...

Um post admirável pela excelência do tema e a amplitude que atinge esta questão. E assemelha-se os aspectos positivos e negativos em relação ao ensino em todo o mundo, em variáveis posições. E concordo com a direção que explicitou no discorrer deste importante assunto.


""A boa educação é moeda de ouro, em toda parte tem valor."
(Padre Antônio Vieira)



Parabéns pelo belo conteúdo, Fernandinha.

Um beijo

Eduardo Santos disse...

Olá amiga. Não quis deixar de vir até este cantinho para visionar a "Inclusão social" sob o patrocínio da Ester. Compreendo perfeitamente o seu ponto de vista, efectivamente é pela educação que poderemos - evntualmente - chegar lá. Enquanto isso não sucede, teremos que ir encontrando outras panaceias para remediar a exclusão, procurando a inclusão através de todos os meios possíveis. Obrigado pela atenção, tudo de bom para si.

J. Monteiro disse...

Justa homenagem à luta dos professores!
Parabens Fernandinha
Beijos
José Monteiro